Pular para o conteúdo principal

Sentimentos inúteis...

figura reproduzida

Egoismo.
Falta de perdão.
Orgulho.
Vaidade extrema.
Grosseria.
Fofoca.

Ah são tantos os sentimentos imperdoáveis e que destroem, como destroem. Esses sentimentos jogam por terra algo conquistado. Amor. Delicadeza. Parceria e por aí vai. Relacionamentos que eram maravilhosos são impregnados de mentiras, discórdia, desacertos. E por que existem pessoas assim.

Sinto muito, mas viver é mesmo ser leal a verdade. Ser discreto, mas não falo de sonsos. Falo do discreto de alma, que não sugere problemas, brigas, e muitos outros sentimentos que levam a falência humana. 

Inútil é você cortar alguém de seu meio sem julgar a si próprio primeiro. Inútil e sentir-se dono da verdade sendo o primeiro a atacar. Inútil é viver falando das pessoas e se enaltecendo como se fosse a célula da divindade.

Ah por favor, somos todos pequenos diante do outro. Tentamos sempre nos defender, deixar o outro de lado como se fosse uma mosca que incomoda. Pois é, mas o tempo passa e o mundo gira. Gira tão rápido que não percebe. Gira com força. Gira com compaixão pelos que são honestos e não cometem dúvidas acerca do próximo.

Deixa para lá quem incomoda.
Deixe bem distante vozes que gritam como se fossem sensacionais e são apenas vozes perdidas.

E se um dia estiver frente a frente com esses sentimentos, os tais e inúteis, corra deles, distancie o olhar e se incomode consigo mesmo para crescer e cada vez mais viver em paz.
Sobre a paz de quem vive assim? Acredite, isso não existe...São problemas depois de problemas e sempre justificando que o outro é o culpado.
Pode isso?
Claro que não, sequer existe algo assim. Tudo inventado e tem gente, infelizmente, que acredita.
Vai entender...
Beijos
Beth Valentim

Comentários

Postagens mais visitadas

Preste atenção no que diz sua alma...

"Uma história de verdade fica marcada para sempre. Sela seu coração e faz você feliz. É tão bom entregar-se a alguém que merece você... Mas também deve aprender a escolher a quem contar o que sente. Podemos nos enganar se não prestarmos atenção no que diz nossa alma". 

Esse é um trecho de meu primeiro livro impresso, "Essa tal felicidade". Hoje ele é vendido em digital e em algumas livrarias ainda é encontrado em "papel".

O que seria uma história de verdade? Você vive uma assim ou continua "pisando em ovos" ou mesmo caminhando à margem da realidade e machucando-se demais.

Sabe? Aprendi muitas coisas em meu caminho de vida. Uma delas foi optar por olhar um pouco a mais do que o habitual para todos os lados, até para dentro de mim.

Tem dias que quase nada enxergo. Nublado. Talvez até negação da verdade. Porém algo me faz estar certa de que não posso decidir agora, quando o tempo não estiver favorável e eu a merce da maré flutuante e instável.

A escolha…

Não se ponha ao lado do "menos"...

Beijos Beth Valentim figura reproduzida

O tempo das diferenças...

Esse é o artigo desse mês, que saiu ontem, dia 24 de setembro de 2017, na revista Bem-Estar do Jornal Diário da Região, São Paulo e eu como colunista dessa revista.
E nesse tempo onde as diferenças são tão expostas como se fossem doenças, aqui vai um texto para sua reflexão.
Beijos
Beth Valentim

Ele aqui abaixo bem grande, só mexer....

Deixa partir...Bein

Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

o que uma cena de amor faz com a gente...

...Difícil é esquecer algo assim...Aiai... figura reproduzida Como definir o amor. Talvez nunca possamos entender o que realmente o amor faz com a gente, como nos transforma, nos deixa mexidos, mas quando uma cena de amor é bem feita, de filme ou de novela ou de teatro, não importa, ela toca profundamente a alma.

Aquele homem perdidamente apaixonado pelo corpo de uma mulher. O degustar dos desejos. Os olhares que como sintonia perfeita se encaixam, se perguntam se respondem. Fico a imaginar coisas malucas quando assisto algo assim e confesso, mexe demais comigo, até a raiz do cabelo, o fio de ouro das teias do coração ou as pontas do espirito acenam.

Uma cena de amor desperta a saudade que parecia estar adormecida. Faz transbordar falas, silêncios, coisas entre duas pessoas que somente eles conhecem. As mãos que entrelaçam quando no ápice da paixão elas precisam parecer segurar o que sentem. Os sussurros que como alívios entoam ou encantam os momentos em que suores, fluidos, marchas de pa…

Você tem ideia do que a vida pode lhe proporcionar?...

...E esses mistérios nos fazem ter fé e continuar a sonhar... figura reproduzida Pois é, às vezes esquecemos de refletir sobre a vida....Tem gente até que se pergunta por que refletir, mas tenho certeza que depois dessas letras você vai pensardiferente, eu creio...
Beijos
Beth Valentim

Texto escrito para o site "Família" em Utah, Salt Lake City, EUA, onde sou colunista.

http://familia.com.br/voce-tem-ideia-do-que-a-vida-pode-lhe-proporcionar

...Muito feliz, muito feliz...

A mulher inesquecivel para um homem...

...A mulher que é muito mais que um "corpo"...Sim, ELA sabe conquistar...
figuras reproduzidas
                                           “Você me faz querer ser um homem melhor”
filme : Melhor Impossível

Já disse por aqui que existe diferença entre mulher "gostosa" e a que possui "gostosura"...A que não tem o corpo recortado, a bunda empinada e seios fartos, mas a que quando atravessa os caminhos faz tremer a terra, o vento sopra diferente e o céu se abre para sorrir...Essa mulher, a que não se sabe a razão mas deixa um homem hipnotizado, é a que embala os sonhos masculinos...Édoce o suficiente para não melar e forte até que uma lágrima role em sua face...

Existem mulheres que inspiram os homens, claro que algumas deixam-os com medo, eles se afastam porque não sabem conviver com tamanho poder...As poderosas que mais parecem guerreiras sem alma, mas por aqui falo das que mesmo nas piores dificuldades enfrentam os mares, as enchentes e os suores das batalhas...…

Realize...

Não se importe tanto.
Vá para o front e lute.
Sinta-se livre para escolher e não amarrado ao chão como se não tivesse vida.
Acredite!
Saia do lugar.
Vibre!
Realize.
Beijos
Beth Valentim

Medo de voar...

...Pois é, a vida só dá asas para quem não tem medo de cair... figura reproduzida Somos tão precários quando o assunto é voar em direção a liberdade. Temos medo de enfrentar os ventos fortes, as geadas, o que for necessário para atingir o que desejamos...Pois é, somos assim, falamos que seria tão bom voar, mas no fundo temos medo da altura desse voo. Sim, ele pode ser alto, sobrevoando montanhas ou mesmo sobre oceanos, e, portanto preferimos estar em terra firme.
Os pássaros saem em direção a um novo lugar, a uma nova estação e o voo é alto, o voo é vazio, mas que leva-os ao encontro do tudo, do alimento necessário, do clima perfeito para procriar, dos verdes, dos azuis, do que é bonito quando o calor acontece, o calor que aquece a alma e nos faz sonhar...
E nesse vai e vem de medo de voar preferimos estar presos, não olhar ao redor onde ficam as possibilidades, pelo contrário, estamos sempre atrás das grades, onde, talvez, quem sabe para muitos esteja a certeza, será?

Medo de voar todos t…

um instante e a eternidade...

...Um instante que jamais se faz esquecido...É como o ponto central da eternidade... figura reproduzida Realmente em um minuto podemos entender a eternidade...A eternidade do amor, da amizade, dos relacionamentos profissionais e até entre pais e filhos....É aquela coisa de troca perfeita no imperfeito. As palavras certas nas horas incertas. Os desejos impecáveis satisfazendo os corações vazios. O amor contido que sobressai e atravessa como flecha nossas vidas.

Como não entender e aceitar que isso existe mesmo...Que em um minuto podemos entender a eternidade. Que somos um do outro. Que a vida não faz sentido sem aquele alguém. Que nossos pais são perfeitos dentro de suas imperfeições. Que os amigos são o que são e que temos que aproveitar o que for melhor. Enfim, por que estender a frase como um elástico gasto e esgarçado e fazer com que ele se parta de tanto esforço, se em um minuto a vida pode ser entendida e vivida como nunca...

Uma mensagem que chega e o coração vazio de saudade se pre…