Pular para o conteúdo principal

santos devaneios...

Mariana Valle nasceu curiosa e, toda prosa, virou poeta aos 12, cronista na aborrescência, poeta erótica por indecência, jornalista e publicitária por necessidade e contista por vontade. Aposta na literatura como cura, e, às vezes, por loucura mesmo, mas não se engane: ela nunca escreve à esmo.

Nossa colunista ELA convidada 
é carioca...
figuras reproduzidas

Toda vez que estou no avião e olho para a janela, fico imaginando como seria gostoso me jogar naquele céu azul cheio de nuvens branquinhas. Não demora e já começo a me sentir totalmente acolhida pelo contato com aquele algodão branco gigantesco. Então me vem uma sensação de leveza deliciosa. Como se estivesse flutuando. Totalmente alheia ao mundo que ficou lá embaixo. Livre de todo o peso que cisma em me puxar com tanta gravidade.

O mesmo acontece quando passo de carro ou ônibus ali pelo Joá, ou qualquer outra estrada de onde eu possa avistar a imensidão do mar. Penso tanto em me atirar n’água nessas horas que até já cheguei a suspeitar que estou predestinada a morrer num acidente nesse trajeto e, por isso, evitei esse caminho várias vezes quando estava ao volante. Que besteira! Afinal, assim perco o incomparável prazer de apreciar tão bela paisagem e ainda evito outro sublime momento de minha imaginação. Repetindo o momento avião, nessas horas sinto uma liberdade tão absoluta...

Durante muito tempo, me achei meio doida por pensar nessas coisas, mas, então, noutro dia, cheguei à conclusão oposta: são exatamente essas fantasias que não me fazem perder a sanidade. Raciocine comigo. Não é preciso ser psicóloga para analisar que isso tudo vem do meu inconsciente, que quer se libertar das amarras da repressão cotidiana. Como se, com esses vôos ou mergulhos, eu estivesse automaticamente dando meu grito de liberdade, me jogando no mundo do jeito que tenho vontade, e não da maneira conveniente, por mais louco e inapropriado que isso possa ser.

E, antes que você pense que minha intenção seria realizar meus desejos mais estranhos, sujos ou malucos, aí vai um balde de água fria. Eu pensei foi numa vontade muito simples, porém difícil de ser concretizada nos dias atuais. Dias em que somos bombardeados por comunicação entrecortada por todos os lados. Frases de 144 caracteres aqui, um videozinho viral ali, um post acolá, e uma montoeira de notícias dispersas. Notícias deles, suas, minhas, nossas e sabe-se lá de quem mais.

Somos a geração da internet, do celular, do videoclipe. Não somos cinema, novela. Muito menos um livro. Vivemos como num vídeo caseiro do Youtube, com uma estranha pretensão de virar um hit da web. E, pra isso, temos que seguir o manual moderno, claro. Não temos amizades reais, curtimos avatares. Não sabemos história, pesquisamos no Google. Nós não temos namoros. O que é isso mesmo? Nós ficamos, ora bolas! Como poderia usar um verbo diferente num tempo em que não se conjuga mais o verbo “ser” e sim o “parecer”? Nós ficamos porque não podemos ser vulneráveis. Ser qualquer coisa, cá pra nós, dura uma eternidade. O lance é ficar. Assim, se você mudar de idéia, é só deixar de ficar e está resolvido o problema. Ficar é mais fácil, mais prático, mais rápido. Cabe no espaço de um SMS e é praticamente indolor.

O problema é que isso pode acabar virando algo insosso também, afinal, engolir não é o mesmo que mastigar. Para saborear uma comida é preciso mastigar e, de preferência, bem devagar... Hummm. Você também imaginou um chocolate derretendo na sua boca? Mas, voltemos. Nós ficamos com quantas pessoas forem necessárias para provar que não somos babacas, daqueles antiquados que “chegavam nas meninas” com a estranha pergunta: “quer namorar comigo?” Nós ficamos! E não demoramos muito para ter relações sexuais que é pra provar que somos tão gostosas e cheias de sexualidade como a Beyoncé, Shakira, Madonna ou, a pioneira disso tudo: Marylin Monroe. O fato é que nós “mandamos ver na parada” para deixar bem claro que nossa performance é digna de um clipe da Lady Gaga. Nós vivemos num videoclipe, esqueceu? Não basta ser superstar. É preciso “causar”. E a gente faz isso como? Parecendo uma superstar, claro. Parecendo para aparecer. Sacou a jogada?

É nesse ponto que volto para os meus devaneios lá do início do texto. Eu vivo nesse mundo, convivo com essas pessoas e sou dessa geração, mas não preciso fazer igual. Porque ser forte, pra mim, não é fazer o que é conveniente, e sim o que me dá na telha. Ser forte não é entrar e sair, ou muitas vezes só parecer entrar, em relacionamentos e amizades superficiais. Entrar e sair imune. Ser forte é mergulhar no contato, se abrir ao outro. E sem medinho de se machucar ou receio de se mostrar afetado. Porque forte é quem ama e não quem vai pra cama. Mesmo que, no meio ou no final da história, nos restem algumas lágrimas. Só conhece a verdadeira alegria quem já chorou um dia.

É por isso que disse e repito: meus devaneios sobre o mar e o céu não são o que me fazem ser doida, mas sim o que mantém minha sanidade. E você? Já analisou seus desejos mais loucos?




Comentários

Postagens mais visitadas

Aquele dia em que sentei no meio fio...e chorei...

Você até pode cair, mas por favor, aprenda a levantar... figura reproduzida
- Você não muda, sempre perturbando os outros com seu mau humor, lembranças do passado. Crítico.  Enfim, se continuar assim, pode apostar, vai ficar sozinho.

Vitor me olhou com raiva e abriu as narinas e se por elas pudessem sair fumaça, com certeza me queimariam de tão quentes.

Aquela coisa de achar-se sempre certo. Viver posando de melhor e superior e quando nunca foi. Sempre mudando de profissão, inseguranças, problemas de toda espécie. Mesmo assim, na pata quebrada do cavalo, mas atravessando vales mesmo capenga.

- Engraçado, você era um chato, sequer procurava as pessoas e agora fala de mim.

- Disse certo, caro amigo Vitor, eu era...aprendi com a vida, com as perdas e pelo menos você tem alguém para lhe dar um toque. Já eu, você não poderia ter me dado, não é? Porque continua desde aquela época a mesma pessoa - Vitor talvez tenha soltado chamas invisíveis, mas estava claro que não gostou da resposta.

Um breve si…

A mulher inesquecivel para um homem...

...A mulher que é muito mais que um "corpo"...Sim, ELA sabe conquistar...
figuras reproduzidas
                                           “Você me faz querer ser um homem melhor”
filme : Melhor Impossível

Já disse por aqui que existe diferença entre mulher "gostosa" e a que possui "gostosura"...A que não tem o corpo recortado, a bunda empinada e seios fartos, mas a que quando atravessa os caminhos faz tremer a terra, o vento sopra diferente e o céu se abre para sorrir...Essa mulher, a que não se sabe a razão mas deixa um homem hipnotizado, é a que embala os sonhos masculinos...Édoce o suficiente para não melar e forte até que uma lágrima role em sua face...

Existem mulheres que inspiram os homens, claro que algumas deixam-os com medo, eles se afastam porque não sabem conviver com tamanho poder...As poderosas que mais parecem guerreiras sem alma, mas por aqui falo das que mesmo nas piores dificuldades enfrentam os mares, as enchentes e os suores das batalhas...…

Emoção e falta de equilíbrio...sim, um caso sério...

Não espere mais...Livre-se do que lhe faz mal... figura reproduzida


Pois é, você jura que não vai mais abrir a boca, mas logo ali adiante, deixa escapar o que nem de longe deveria ser dito. O olhar que sabia que provocaria problemas, mas mesmo assim, como se fosse um boneco de corda, esbarra em pilastras complexas e deixa espalhado um monte de mágoas e ressentimentos. 

Seria essa condição do ser humano tão frágil assim?

De certo a emoção é algo bem difícil de equilibrar. Para sermos os protagonistas da vida, é preciso o esforço pessoal de sair da platéia e atuar firmemente nos passos que norteiam o bem estar. Logo, algo do passado irá cutucar sua mente, claro, todo esse passado existe e não irá livrar-se dele. O que pode e deve fazer, é treinar para que os pensamentos não provoquem desastres e muitas vezes sem conserto.

Emoção...sim, um caso sério. É necessário equilíbrio para que não saia por aí derrubando "paredes" e até as que protegeria. Quando é fragilizada, bem, ela vai tom…

De pernas para o ar...

Bom domingo especial... figura reproduzida Mais um domingo especial, dia de fazer o que pede o coração. Sair por aí pedalando, passeando por parques ou orla de praias lindíssimas. Pequenos lugarejos, charmosos recantos. Isso que vale, viver a vida como ela é.

Dia de rearrumar a mente e suas gavetas excepcionais. Preparar-se para uma nova semana. Desafios. Obstáculos e superação. Sim, é domingo e no mínimo você irá ficar em casa descansando ou lendo uma boa história ou mesmo assistindo TV.

Bom domingo!
Terminou a Copa do Mundo para nós, brasileiros, mas não para jogadores, atletas que se preparam durante anos e são gente como a gente. Vamos torcer, vamos celebrar e esperar um novo tempo.
Beijos
Beth Valentim

muita saúde nesse feriadão...

...no azul do mar ou no verde da serra, o que interessa nesses dias é se livrar do stress... Se você vai ficar em sua cidade no feriado longo, aproveite para cuidar da saúde. Não somente do corpo, mas da mente e da alma. Não é muito caro alugar uns videos de filmes que deixaram história. Tente ir cedo à locadora e peça ajuda a um atendente...Se tiver sorte, vai encontrar um bem educado e bastante solícito. Tem certeza que conhece sua cidade direitinho? Já visitou pontos turisticos importantes? Então não perca tempo, vai adorar ver a sua cidade como os turistas vêem. Tire fotos porque depois vai morrer de rir de se ver por lá....E é um registro bacana. Se tiver praia por perto e não gosta de pegar sol, vai caminhar no final da tarde. Pode também chegar pelas 4h da tarde, sentar em uma cadeira e ler um bom livro ou revista. Pedalar é tudo! Ontem cheguei a orla quase anoitecendo...O mar sem uma onda...As pessoas andando pela areia...e outros como eu de bike. Fui para dar uma voltinha, mas q…

ciúme...

...ciúme descontrolado bloqueia as emoções e pode ferir o coração mortalmente... ...você quer isso para a sua vida?... Quem dera esse sentimento não fizesse parte das prateleiras do coração. Que fosse descartado ao primeiro sinal de bobeira e não voltasse mais. Seria tão fácil poder controlar os frios por dentro do peito e as quenturas da alma quando alguém nos ameaça. E como é dificil conviver com ele, o ciúme que toma conta de gente insegura e que faz ficar pequena como grão de areia diante do oceano de possibilidades. Mas quanto mais insegura for maior o sentimento de perda. Se tiver muito tempo para pensar, mais a cabeça se ocupa com fantasias. No entanto, se for apaixonada por si mesma, vai tirar de letra essa situação que empobrece a relação e extenua suas forças. O lado positivo do ciúme protege o amor. Ele cuida, diz como corre perigo por estar dando mole e a situação entre você e o parceiro pode se fragilizar. Demonstra também que o outro não foi conquistado totalmente, o que suge…

Desejo sexual...

Esse é um texto que escrevi para o "Bolsa de mulher" como colunista.
Repaginadíssimo! Relembrando...

Desejo sexual...Por que uns têm mais e outros menos? Por que algumas mulheres ficam tão encantadoramente “possuídas” de um sentimento forte de prazer no momento do sexo? Existe um segredo para se chegar “lá”? No tão esperado estado de desejo que pode deixar uma mulher entregue ao seu parceiro, a ponto de chegar ao orgasmo profundo que a faz sentir-se totalmente tomada, por uma sensação indescritível de prazer? 
Pois bem...O desejo sexual é complexo. É formado pela união dos fatores biológicos, psicológicos e sociais.Os três interagindo de maneira harmônica podem levar a mulher a sentir-se segura, mais disponível para o sexo e para o prazer em qualquer prática sexual. 
Os fatores biopsicosociais interferem diretamente nas sensações da mulher. Se ela se sente reprimida, com certeza algum fato em sua história passada a faz “boicotar” suas emoções no momento da relação sexual. O mesmo…

mulher multifacetada...

...mulher tem que se preocupar com tantas coisas... ...tem que ser quase uma heroina.... ....fazer o quê? em vez de se lamentar é bom aprender com os desafios... É complicado, mas mulher tem que ser assim, multifacetada. Mulher bonita o suficiente para brilhar quando aparece. Inteligente mais do que o normal para superar um homem na seleção para uma empresa. Viver desconfiada com os anos que chegam e o espelho demonstra que as formas estão mudando. Seios fartos ou pequenos ela luta por um lugar ao sol. O sobe e desce da vida e as oscilações de humor descendentes dos multiplos fatores hormonais não a fazem ser pequena. E continuam os desafios para a mulher. Mesmo tento conquistado tantos patamares, sofre com os obstáculos a ultrapassar e os medos que podem fazer voltar atrás. Através de uma longa viagem no tempo, essa heroina foi subindo degraus e ao mesmo tempo criando calos nos dedos e feridas nos pés. Isto porque não é nada fácil ser mulhermultifacetada. A que ocupa a hierarquia privilegia…

lobos não gostam de lobas....

...mulher loba...a delicada e forte fêmea...a combinação perfeita entre a fortaleza da alma e da delicadeza feminina...
figuras reproduzidas

Nas florestas pode até ser que gostem, mas por aqui, onde caminhamos com nossos pezinhos e muito diferentes das patas das tais lobas, bem, eles fogem delas...das mulheres lobas que atravessam mundos e transtornam o feminismo feminino...

Quem são elas?
Mulheres independentes que não temem e mostram os dentes quando ameaçadas...
Mulheres que não aceitam migalhas, claro, são mulheres de banquete...
Mulheres que se realizam com o que fazem...boas profissionais e apaixonadas pelos projetos bonitos e eficazes que constroem dia a dia....
Mulheres que são belas por fora, na pele de fora, mas por dentro, na pele de dentro, existe o brilho que fascina....

Tantas seriam as qualidades do seu estilo...as beiradas do seuorgulhofemea...as delicadezas de suaalma...ELAs as mulheres lobo que enfrentam as dores, que minguam os idiotas e que viram o rosto para cafajestes...…

Pessoas que agregam valores...

...Agregar valor é preencher o amor próprio de vida... figura reproduzida Pois é, conhecemos tantas pessoas, não é mesmo? Durante a vida esbarramos com os colegas do colégio, alguns vão e outros permanecem. E os anos passam e novas pessoas se aproximam, umas valem a pena, outras, difícil dizer, mas o melhor a fazer é deixar de lado...

As pessoas entram e saem de sua vida. Algumas merecem ser preservadas e valem até um esforço grandioso para mantê-las.  Outras precisam realmente ser deixadas para trás. Já percebeu que certas pessoas te deixam melancólicas? Cobranças, coisas do gênero que despertam instintos ruins ou pesarosos...Então, essas são da categoria "deixa quieto", porque se continuar ao lado seus dias não serão tão bons assim.

Você tem que identificar as pessoas que agregam valores a sua vida...Se valerem a pena, então, que seja assim, ficam por perto, se alegram mutuamente, curtem a felicidade. Se não, deixe de lado e siga em frente.
Conhece uma pessoa que telefona, se …