Pular para o conteúdo principal

ligados pelo amor...

› Comportamento  - Relacionamento
terça-feira, 8 de março de 2011  participação de beth valentim

Ligados pelo amor
www.sxc.hu/ Divulgação

“Se existe uma conexão profunda e elevada entre o guerreiro e sua amante, a proteção que se dão mutuamente é muito poderosa. Podem estar a quilômetros de distância, longe fisicamente, mas chegam a sentir-se muito perto, inclusive se comunicam através de telepatia, dos sonhos e das sensações que chegam em seus corpos ou ‘pressentimentos’.”

O texto é do poeta, filósofo e instrutor de liderança e coach Suryavan Solar. Assim é que Solar define a relação entre duas pessoas que se amam no livro “O Caminho do Amante (ed. Gran Sol). “Quando duas almas se amam de verdade, forma-se entre elas um cordão energético que se conecta de coração a coração, formando um canal impossível de se interceptar ou obstaculizar”, diz.


Para a escritora e terapeuta Claudya Toledo, uma das maiores especialistas em relacionamento no País, estamos vivendo uma crise na área do do relacionamento das almas gêmeas. “Quando encontramos alguém, o primeiro estágio é a presença física, quando as pessoas se olham e se gostam fisicamente, sentem um interesse sexual, sentem um aporte um pelo outro e podem chegar ao amor na sequência”, diz Cláudya. Esses três níveis até chegar no amor precisam ser desenvolvidos.

Quando você tem essa conexão na parte física, sexual e chega num estado amoroso, é possível começar a estabelecer uma ligação mais profunda com o outro. Ela exige que os dois se abram emocionalmente, que se mostrem um para o outro, construindo uma relação.


Quando um casal tem a consciência de união e os dois se propõem a crescer, Claudya afirma que essa união é possível mesmo se os dois estiverem distantes. Para que essa relação cresça, você não precisa necessariamente estar sempre ao lado da pessoa. “A conexão dos dois mesmo à distância não será afetada se a relação é profunda”, diz.

A psicóloga individual e de casais Beth Valentim, autora de livros como “Essa Tal Felicidade” (ed. Elevação), diz que o amor é um sentimento conquistado com o árduo trabalho do coração. Ele tenta, capricha, escorrega e reexercita todos os dias. De vez em quando, modifica as armas porque no amor toda criatividade é pouca e, mesmo sendo algo calmo, é vaidoso e quer sempre mais.


Mas quando duas pessoas conseguem se amar na plenitude, experimentam algo parecido com o estar no nirvana, onde tudo é belo e o que é feio pode ser transformado, tal a experiência desse casal que construiu pedra sobre pedra até encontrar o caminho da felicidade a dois. Beth lembra ainda que duas pessoas que se amam e têm a conexão forte sabem que a paciência é fundamental.

Entre outros preciosos quesitos, a sabedoria pode despejar no espaço entre os dois o conhecimento um do outro, suas limitações e as impossibilidades individuais. Quando um retrai por algum motivo, o outro sabe como inspirar, tocar e ser afetivo o suficiente para retomar as rédeas da situação.

“Fácil?”, questiona Beth Valentim, “jamais é a resposta. Quando se trata de amor, nada é fácil, até porque a troca nesse caso não é de moedas e sim de afeto e, como qualquer ser humano, quem não é em muitos casos orgulhoso e possui o olhar para suas próprias necessidades?” Amor puro, forte, é amizade sólida. Não se abre mão de algo assim de qualquer maneira. Podem sim existir derrapagens, mas contabilizar perdas nesses casos não é possível.

Entre duas pessoas que nutrem tal sentimento, a contabilidade é de ganhos e as consequências são sempre transformadas em ouro, juros e correção monetária. “Amor é o exercício diário das possibilidades internas um do outro, do casal. Se vale a pena continuar, certamente será puro e forte o suficiente para ser eterno enquanto dure, é claro, mas enquanto durar, vai ser gostoso demais de viver”, diz a psicóloga.

Para a psicóloga clínica e organizacional Kátia Ricardi de Abreu, a união verdadeira entre duas acontece não quando elas são ceifadas de alguma capacidade emocional, mas sim, porque são inteiras e querem compartilhar seus sentimentos. Desta forma, o amor toma outros rumos. O relacionamento deixa de ser uma prisão, não existe controle ou vigilância.


A distância física não provoca rompimento nem abala o sentimento porque o que conta é a proximidade psicológica. “Vamos imaginar um casal que precisou temporariamente morar em cidades diferentes em função de um projeto comum. Ambos se separam fisicamente, porém, não há distância psicológica”, diz. Quando bate a saudade na porta do coração, ambos se apoiam, se buscam, se fazem presentes na imaginação um do outro para se conectarem fortemente por meio do amor.

Kátia Abreu ressalta que o verdadeiro amor não estabelece distância física. Não dá espaço para ciúme e a falsa sensação de ser amado por meio do controle. Um casal que se ama de verdade experimenta a força deste amor quando seus caminhos se bifurcam na estrada da vida, mas não no afeto de um para com o outro.
Pelo contrário, a distância que os separa só contribui para fortalecer ainda mais esta união. Gibran Calil Gibran diz no livro “O Profeta” que uma cidade só pode ser vista na sua amplitude do alto de uma montanha. “Quando nos distanciamos fisicamente das pessoas que amamos, sentimos o quanto elas significam para nós e desejamos estar ao lado delas justamente pela força do afeto, pelo desejo do encontro”, complementa a psicóloga.

Se isso não acontece, a união não se baseia no amor. Pode se basear no conforto da relação, na dependência psicológica, na metade sua que ficou depositada no outro. Pessoas que se amam de verdade brigam de forma diferente. Brigam para que o outro seja feliz, cada vez mais feliz. Facilitam o caminho da felicidade sem cobrar nada em troca.

participação de beth valentim nos detalhes em fundo rosa
http://www.diarioweb.com.br/fmdiario/Noticias/Comportamento/51916,,Ligados+pelo+amor.aspx

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse o Diário da Região Digital
































Comentários

Postagens mais visitadas

Reflexão não faz mal a ninguém...

figuras reproduzidas

O tempo passa e você com culpa, arrependido do que não fez...e pelo que fez o arrependimento arrasta correntes e te faz atado com sua alma em profundos oceanos... 
Não tem jeito. Viver é algo da altura da coragem e soltar as amarras é para quem tiver forças para puxar a âncora e continuar viagem.
Porto seguro é um lugar calmo, sim, até vale a pena estar nele de vez em quando. Porém a paixão pela vida é mesmo o caminho para o vento forte que te empurra para frente e não o deixa olhar para trás.
Agarre o vento em suas velas e norteie seu barco para conquistar objetivos. Fácil? Eu não diria que é fácil, mas ninguém disse que ser feliz é algo morno, muito pelo contrário, é uma guerra sem fim.
Explorar as curvas, seguir viagem, subir e descer montanhas, enfim, é o que faz a força reconhecer que é mesmo força genuína e quando isso acontece, pode acreditar, gera bônus e consegue suportar os túneis escuros e submergir das águas escuras.
Sonhe! Não esqueça dos sonhos. Eles pode…

De pernas para o ar...

...Feliz domingo...curta, sinta, viva... figura reproduzida Mais um domingo, que bom, é mesmo um dia confortável, sensível, de fé, encontro entre amigos, diversão e descanso. Pessoalmente sou fá de domingo, porque nesse dia posso escolher e sair da cama a hora que desejar. Viver o dia vendo o nascer do sol ou por do sol, mas o importante é ser feliz.

Leia um bom livro. Assista filme em cartaz ou não, Almoce com os amigos. Sinta-se leve em frente a paisagem. Envie mensagem para um amigo distante. Enfim, saia de casa, mas a casa pessoal e divirta-se com a animação da paz, da alegria, dos sonhos. Sim, é o que vale...Ser feliz é mesmo viver cada dia e esse, acredite não faça dele a véspera do desespero como muitos, pelo contrário, sinta-se leve e agradecido por ser a véspera do recomeço.
Bom domingo!
Beijos
Beth Valentim

Nem sempre o mais é sinônimo de adição...

Nem sempre estamos preenchidos. é necessário esvaziar-se para entender o que deve nos ocupar... figura reproduzida
Verdade, quantas vezes já disse por aqui, que vencer nem sempre é ganhar. Perder também é preciso para entender as coisas do íntimo, da vida pessoal, destrinchar a essência e sair percebendo quem realmente somos.

A sociedade cobra que estejamos no pódio a todo momento, nas placas luminosas, nos letreiros...Ah, por favor, o mais pode não ser sinônimo de adição e sim de perda. Mais coisas no armário, mais compras, mais comida, mais amigos, profusão de eventos...Quem diria, você pode chegar a ruína.

Ruína?
Claro!
Como o silêncio poderia adentrar sua vida e mostrar sabedoria se todos os seus "Cômodos" estão ocupados?

E que entenda que nem sempre estamos a frente.
Nem sempre somos os primeiros da fila.
E por aí vai a história da ganância que nos leva ao caos.

Viver a vida é conhecer a si próprio mesmo que doa e não somente encher o peito de medalhas. É mesmo ter o peito vazio,…

A mulher inesquecivel para um homem...

...A mulher que é muito mais que um "corpo"...Sim, ELA sabe conquistar...
figuras reproduzidas
                                           “Você me faz querer ser um homem melhor”
filme : Melhor Impossível

Já disse por aqui que existe diferença entre mulher "gostosa" e a que possui "gostosura"...A que não tem o corpo recortado, a bunda empinada e seios fartos, mas a que quando atravessa os caminhos faz tremer a terra, o vento sopra diferente e o céu se abre para sorrir...Essa mulher, a que não se sabe a razão mas deixa um homem hipnotizado, é a que embala os sonhos masculinos...Édoce o suficiente para não melar e forte até que uma lágrima role em sua face...

Existem mulheres que inspiram os homens, claro que algumas deixam-os com medo, eles se afastam porque não sabem conviver com tamanho poder...As poderosas que mais parecem guerreiras sem alma, mas por aqui falo das que mesmo nas piores dificuldades enfrentam os mares, as enchentes e os suores das batalhas...…

Escolhas...

Você caminha e caminha e faz as curvas, se depara com lindos campos, flores e de repente, algo caiu em sua cabeça como se fosse permitida a entrada em sua vida. Sei lá, às vezes somos surpreendidos por notícias desagradáveis, atitudes sem sentido, palavras malditas ou ditas com o veneno de uma serpente. O que fazer se nada entende. Se tudo acontece como se jogassem fogo em sua "cauda" e esta tornasse sua perseguidora.

Pois é...tem de tudo na vida. Tem os mistérios e que jamais serão compreendidos. Aventuras tolas. Suposições sobre você e como derrubar ou apagar. Ledo engano, talvez seja perseguido por anos ou até por toda vida. Talvez entenda certas coisas e outras, jamais. Mas o que importa é não se culpar, colocar o próprio dedo em riste em acusação. Seja firme. Seja valente. Não imponha conceitos a ninguém, sequer a si mesmo.

Tudo passa. Tudo é amenizado quando não se valoriza. Valorizar é algo do bem, sentir-se feliz e aplaudir o estado. Agora, valorizar o vazio, a pretens…

Avaliações sobre o livro "Coisa de mulher" por Beth Valentim....

Um livro que virou o queridinho das mulheres e de muitos homens para conhecerem o universo feminino. Das mais de 34 mil avaliações sobre o livro, aqui estão algumas, somente no Google Play. Se você ainda não leu, curta, divirta-se, viaje, mas leia... Há mais de 4 anos na lista dos mais vendidos iTunes! Algumas das milhares de avaliações sobre a leitura. Muito feliz... iTunes. GooglePlay, Amazon entre outras livrarias. Por Beth Valentim


Beijos
Beth Valentim

Limite ou fé...

...Recomece mesmo assim... figura reproduzida Pois é, já aprendi que o limite é algo eficaz. Que o objetivo é imprescindível para viver. Que as metas são importantes. Mas aprendi também que a fé é o primeiro degrau para atingir meus sonhos.
Nada mal  não é? Parece mais fácil ter fé do que colocar limites, traçar objetivos e por aí vai. Que nada, ter fé é dom, é o praticar constante. É acreditar que tudo vai dar certo...Sim, e não é fácil ser assim.

Com o tempo se aprende que a sabedoria é eficaz. Que o perdão é o sentimento que nos impulsiona. Que a humildade é a limpeza da alma. Que compaixão é mesmo algo divino.
Quanto custa? Financeiramente nada, mas é atitude para valentes.

Valentia ser cordial.
Valentia ser especial com as pessoas.
Valentia perdoar.
Valentia ser melhor a cada dia.

Limite ou fé, muito bem, depende de você fazer as escolhas, mas se colocar uma pitada de fé em cada coisa que fizer, verá que as linhas dos limites serão tênues, mais flexíveis e você irá poder atravessar de um l…

E se a paixão não é das boas, o jeito é prosseguir viagem...

Está bom, não é? Mas fique sempre de olho... figura reproduzida
Quando a paixão acontece do acaso, você imagina que está em uma roda gigante repleta de atrações ao redor. Sim, é uma esplêndida vista, algo mágico e simplesmente iluminado. O coração se reabastece. A alma cantarola. O sorriso não sai do rosto, parece colado, formatado, algo desigual dos outros dias quando ainda era solta ou solto na vida e nada acontecia de novo.

Paixão tem seu lado bom, mas também pode machucar. Mas o que é misteriosamente bom pode trazer dissabores e com eles muito aprendizado. Se você espera encontrar alguém que complete sua vida, esqueça. Pode ser que engrandeça sua alegria, traga companheirismo, sexo bom, tesão pela vida, mas ninguém nos substitui.

Pessoas por aí imaginam que alguém vai mudar sua vida e isso não é real. Real é estar com alguém que nos mereça, que nos faça bem, que nos aprecie como somos e não nos inverta, sequer nos ponha de cabeça para baixo soltando lágrimas por todos os lados.

Ao meno…

Como em uma luta é preciso saber lutar...

figura reproduzida
Talvez você já tenha sentido algo dentro do peito que não coubesse. Sim, algo como angústia. o que remexe por dentro e escorre e mesmo assim tem que ir vivendo. É difícil ter que suportar certas coisas, como palavras duras, vivências desagradáveis e insuportáveis insinuações. Mais ainda é o julgamento. Ah ele é como açoite de gente sem escrúpulos e fere como ardor de suspiros mal dados de gente infeliz.

Viver é mesmo algo até muitas vezes incompreensível. São subidas e descidas. São levantamentos de peso. Dificuldades inúmeras que nos deixam quase no chão esparramados com as próprias dores. Mas é assim que se mede a coragem, a vontade de viver. O insumo básico da sobrevivência quando se imagina estar sem esperança...

Esperançar a vida é como algo mágico que nos impõe continuar. É vida sobre vida e sem medo. É sentir-se diferenciado por ter ferramentas disponíveis para lutar e de algum modo poder enxergar novos rumos e ser esplêndido por um dia...É verdade, isso já bast…

Um dia de fé...

...A fé nos eleva a uma patamar impressionante, graças a Deus,,, figura reproduzida Hoje é um dia de reflexão. Acordei cedo e saí de bicicleta para sentir a brisa mais fria da cidade. É o tempo do refresco da alma e às vezes precisamos perceber que somos grandes diante dos perigos e pequenos diante de Deus.

Fui e fui até onde sempre gosto de parar e rezar. Agradecer a Deus pela semana complexa e repleta de novidades, boas e nem tão boas assim. Algumas bem doloridas, outras de superação. E assim é a vida para quem decidiu vive-la com gratidão, compaixão, perdão e tentando ser melhor a cada dia.

Somos pessoas capazes de ser melhores e portanto, não importa se difícil ou não, é necessário ser digno.

Obrigada Senhor por despertar, mesmo com uma mochila de pedras nas costas.
Obrigada Pai por estar consciente e podendo caminhar ao encontro da paz.
Obrigada Meu Senhor por me amar tanto assim, sem palavras para tanto amor, concessões e também abraços constantes quando a dor está acima do suportável.