Blog de ELA para ELA e de ELA para ELE

"coisa de mulher...entre outras coisas..."

Os posts abrangem comportamento como um todo, reflexões, pensamentos, poesia, trechos de textos, frases, pensamentos, avaliação de filmes, fatos, dicas de vencedores e outros valiosos momentos para o crescimento.

E nesse espaço o surpreendente pode sempre acontecer...



segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Poucas palavras...Relembrando para não esquecer...

...Que Deus abençoe nossas poucas palavras, porque elas já dizem muito...
figura reproduzida

Hoje o nosso Post é sobre as poucas palavras. Incrível! Ia escrever exatamente sobre esse tema para postar, quando vi que o Facebook relembrou essas palavras de sabedoria e também exatamente nesse dia. 

 Aproveitando a providência, aqui estão elas, mais uma vez como um post da categoria "Relembrando para não esquecer".

Copie o link e abra o post.

http://bethvalentimcoisademulher.blogspot.com.br/2014/01/aquele-dia-de-poucas-palavras_23.html
Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

domingo, 22 de janeiro de 2017

De pernas para o ar...

...Mais um domingo especial...
figura reproduzida
Domingo é aquele dia das escolhas. Escolha de ficar em repouso, de ler, de caminhar por aí e viver o paraíso como ele é...Caprichar nas amizades, viver o súbito ou mesmo a quietude.

Que você aproveite esse dia como seu coração pedir. No sofá assistindo filme e com a pipoca deliciosa ou mesmo pedalando, conversando com amigos ou na praia ou campo. O que importa é viver o presente, porque não sabemos o que o amanhã nos reserva e esse amanhã pode ser até daqui a pouco.
Bom domingo!
Beijos
Beth Valentim

sábado, 21 de janeiro de 2017

Coisa de mulher" bombando"...Livro de Beth Valentim

No quarto ano de edição o nosso livro "Coisa de mulher" está hoje em posição 5 na lista dos 200 da Categoria "Top Saúde, Mente e Corpo" e na posição 29 entre os 200 na Categoria geral de livros mais vendidos.

Não é um presente?

Obrigada a todos que torcem por mim!
Mais um ano e 2017 o livro dando mostras que é o queridinho feminino.
iTunes e Google Play entre outras livrarias...Vai!
Quanto ao Blog nunca teve tantos acessos! Muito feliz!!!!

Beijos
Beth Valentim

Cantinho feminino da poesia...

...Ô delícia...
figura reproduzida
Quero descobrir suas coisas, se são tão bonitas quanto parece.
Ter nas mãos suas carnes e devorar devagar seus pedaços.
Sentir vergonha quando olhar-me e mesmo assim continuar a degustar seus sabores.
Suar os poros e deixá-los úmidos como tudo em mim irá ficar.

Quero amar você com a força da alma e suas lanças afiadas.
Tentar gargalhar com o espírito de tanto prazer.
Abrir o peito para você entrar, explorar, devorar, sentir o doce, as melhores pimentas e os temperos de mim...
Quero deixar o tempo passar e sem tempo para viver ao seu lado o que for, o medo, a angustia e o prazer.

Desejar...
Viver...
Sentir...

E o que importa se estou viva, pronta para receber tudo isso de coração livre, porque amar é o que importa, nada mais...
Beijos
Beth Valentim

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Coisas minhas...reflexões minhas...

...Sempre bom parar, olhar para o infinito e sentir a vida como ela é...
figura reproduzida
Sobre o amor incondicional, sabe como é, sempre resvalamos, mas se existe um que não falha é o de Deus. Ele nos ama, porque "sim", nada mais do que isso. No entanto, sempre falamos que amamos alguém, porque é legal, porque tem boa aparência, porque me faz feliz, é divertido, porque diz isso ou aquilo e se não disser...ah, cai muitos pontos e fica no final da fila, mais uma vez.

Não preciso ser boa para ser amada, nem você. Sou gente e tenho que ser respeitada. Respeitada porque estou na calçada pedindo esmola e sujo ou mesmo com a aparência feia. Sou gente, assim como você, tenho alma e coração e somente por essa razão devo ser honrada, amada como gente, como ser humano. 

Não importam as condições, a beleza ou a feiura, importa ser reconhecido como pessoa. Ter dignidade é estar diante de alguém e mesmo que não agrade, ser educado, gentil e até caridoso. Sim, não temos tudo e nem somos tudo. Somos pessoas com desigualdades, resvalamos, erramos, sentimos muito às vezes por ter magoado, mas não temos coragem de pedir perdão.  É uma fraqueza, mas o importante é entende-la e conseguir melhorar.

Tomara que ao ler esse post você se identifique com os pontos positivos e com os negativos, então, seria benção, porque é a fenda que existe em ti e de humildade, compaixão e nem todos são assim e você é, felizmente.

Um amor sem sentido, sem tom, sem paradeiro, porque onde estivermos ele será nosso companheiro. Lugar? Estação do ano? Pobre ou rico? Não se esqueça jamais que de pele e osso e carne somos feitos e todos da mesma panela que formata a vida. Se saiu mais bem passado ou ao ponto, até mal passado, isso é apenas um estado e não o que define o que possui.

Coisas minhas...reflexões minhas...Sempre reflito se posso ser melhor, se estou pisando em falso, se erro e preciso estar mais atenta. Fica aqui esse lembrete, de que não somos mais do que ninguém, muito pelo contrário, somos todos iguais.
Beijos
Beth Valentim

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Meus retalhos...

Meus retalhos...que todos dentro de mim se colem e exponham a obra de arte de uma vida onde lutei, perdi, ganhei e aprendi.
Que esses retalhos representem cada passagem onde foi preciso sair de cena ou entrar para ficar de pé diante das dores.
Que a vida torne-se livre das dores e o futuro repleto de esperança.

Ás vezes fico pensando que se tivesse um tecido inteiro dentro de mim, talvez não fosse interessante viver. Os rasgos, as manchas, as bainhas mal feitas são como passagens de tudo que vivi. Com certeza nada fáceis, mas ensinaram-me muito e hoje sou não talvez um pano de seda pura, mas algo que ao cobrir minha alma, afaga, faz sentido e deixa-a mais bonita.

Meus retalhos são meus encantos, a vida que levei, tudo que superei e quando olho para eles, sinto-me orgulhosa de ter podido ser o que fui e ainda sonhar em realizar.

Retalhos são nossos pedaços. São as histórias que vivemos. São o significado de tudo e que ainda estão por vir. Não importa, eles existem, eles esgarçam, perdem tom, mas ganham novo colorido e formato se formos capazes de redesenhar a vida.
Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Recadinho da noite...

Se eu soubesse antes como é a felicidade, não deixaria escapar de mim um e somente um minuto de suas alegrias, paz, dificuldades e superação, desafios e muito mais...
Beijos
Beth Valentim
Bilhetinho rosa: Tente quantas vezes forem necessárias, porque vale a pena ser feliz.

figura reproduzida

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Escolhas...



Vai doer, mas é necessário...
figura reproduzida
São tantas que temos que fazer, não é? Aquelas que chegam a doer, mas não tem jeito, vão ter que ser feitas. 

Viver é mesmo muitas vezes "morder-se por dentro" e sentir dores, mas como bom aprendiz, aceitar, conviver, dar seu jeito de sair caminhando e ir em frente, porque o tempo não rola ociosamente e é preciso reconstruir todos os dias.

Somos pessoas difíceis e não queremos mexer na "zona de conforto". Sair da linha é ter que enfrentar até loucuras, mas muitas vezes necessárias. 

Escolhas são opções e que nem sempre são as melhores, mas as circunstâncias nos faz dar voltas em nós mesmos e aprender a pisar melhor e escolher a terra firme.

Se você tem um amor desajeitado e que te faz mal, feche os olhos, respire fundo e siga atravessando o deserto, porque em algum momento irá encontrar o oásis que fará com que perceba que mesmo queimando de calor, ainda assim existe a brisa, o frescor da natureza e a salvação. Não importa se irá chorar, isso passa, porque tudo passa. Não importa se vai sentir saudade, porque também passa. O melhor jeito de enfrentar dissabores é deixar de lado sonhos impossíveis e fincar a estaca em um chão firme, porque de ilusões vivem muitos e a derrubada da proteção pelos ventos fortes vai ocorrer se não cuidar-se.

Escolhas...sempre elas. A cada dia você escolhe ser feliz ou não, até porque meio feliz não existe. Ou é feliz ou não é, porque o restante é pura ilusão. 

Plante sementes nobres.
Regue-as.
Cultive.
Deixe florescer...e colha, porque vai , enfim, poder enfeitar a existência.
Beijos
Beth Valentim

domingo, 15 de janeiro de 2017

De pernas para o ar...

...Bom domingo!!!!
figura reproduzida
Não sei em sua cidade, mas por por aqui os cariocas estão tomando banho de mar a noite. Ontem estava demais, quente, as águas calmas e o astral era demais. Hoje, mais um domingo especial, não vai ser diferente. Aproveitar o dia para colocar as coisas em ordem em casa e depois assistir ao por do sol e mergulhar nas águas quentes do Rio de Janeiro.

Domingo...um dia lindo, repleto de bençãos e esperança. Mais uma semana vai iniciar amanhã e é preciso aquecer as turbinas para enfrentar os desafios, ficar de bem com a vida e soltar a alegria, porque vale a pena ser feliz.

Bom domingo!
Beijos
Beth Valentim

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Cuidado com as "hemorragias emocionais"...

...Pare de sentir "frio" por dentro, porque os agasalhos só aquecem a pele de fora,,,
figura reproduzida
Você tem dúvidas sobre como agir? Não se desespere, pelo contrário, amorteça sua decisão e deixe o tempo dar conta das respostas.

Não seja ansiosa ou ansioso e como sempre falo, o ansioso não resolve os problemas, se livra dos problemas. Envia mensagens sem pensar. Fala coisas sem pesar. Quando se dá conta do que fez, fica com culpa, pesado por dentro e muito mal.

A vida não é feita de arroubos e sim de passos firmes. Temos que ter equilíbrio e não ferir alguém ou mesmo deixar de se posicionar. Relacionar-se é uma troca e , portanto, deve existir respeito, mas de ambas as partes. Não permita que alguém entre em sua vida e faça uma bagunça, deixe tudo às avessas e depois vai embora sem explicação. Somos responsáveis por nossos confortos e desconfortos, é preciso calma, serenidade e paz para decidir.

Hemorragias emocionais são "despejos" e não atitudes sensatas. Elas afogam pensamentos sãs e evocam insanidades difíceis de controlar.

Viver é uma arte, mas não rabiscos que não podem ser entendidos. Criar possibilidades é coisa de sábios e podemos adquirir sabedoria aos poucos e reinventar um jeito de ser feliz e melhor do que no passado.

Não se perturbe se algo não acontecer como sonhou, pelo contrário, aprenda. Seguindo em frente vai poder sentir que aos poucos irá controlar melhor emoções, pisar firme e ter certeza de que o que fez foi o melhor, apesar de poder aprimorar ainda mais. Não se esgote buscando alternativas infinitas, sequer explicações e justificativas para momentos que viveu e sem pé nem cabeça. Isso acontece e é melhor acostumar-se que na caminhada vai encontrar lobos, fadas, gnomos, anjos e sei lá mais no que acredita, mas sempre existem os personagens assustadores, mas também aqueles que nos dão as mãos...
Beijos
Beth Valentim

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Quando a espera do amor grita de saudade...

...Estou esperando você...sempre...
figura reproduzida
Amor...como é bom sentir e vivê-lo. Ter em mãos carnes possuídas e depois os beijos incessantes. Ah que delícia é poder estar ao lado da saudade e que se sabe que logo virá a tornar-se encontro real.

Quando a espera do amor grita de saudade conta-se os minutos. A voz faz do corpo algo molhado, úmido, desesperado. E se por acaso alguma palavra tocar no íntimo, ai, que delícia poder romper com contratos antigos, dogmas, normas e ter certeza que a entrega será a leveza, a força invejável da paixão e os toques poderosos que sempre foram e sempre serão os melhores.

Viver o amor e ter surtos de paixão é mesmo algo mágico. É poder voltar a juventude, vibrar com gargalhadas soltas e abraços apertados. Retornar à memória o corpo de outrora que era lindo e mesmo assim, hoje em dia, ainda parece lindo, porque está sendo possuído pelo amor.

Não tem jeito, sequer idade para viver o amor. Ele vem e  desconstrói. Faz de conta que é fantasia. Tira a limpo quando toca cada pedaço seu e sem piedade e depois adormece de paz, ternura, cansaço e o gosto de quero mais.

Se somos reféns do amor, que possamos aproveitá-lo e deixar de lado banalidades. Que a vida seja repleta de carinhos, beijos doces e molhados. Que a noite pareça o céu com as estrelas e depois, ah depois, quando a espera do amor grita de saudade é só chamar, blefar, desejar de pés juntos, porque ele chega logo e vem com as manias de sempre, o sabor dos corpos juntos, unidos e as peles macias ou não, acariciadas até o fim do tempo em que eu e você estivermos juntos.
Beijos
Beth Valentim

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Perdão..."Relembrando para não esquecer"...

 ...Esquece, porque não vale a pena estar por aí tão distante e a vida por aqui a desejar presentear você...
figura reproduzida
http://bethvalentimcoisademulher.blogspot.com.br/2014/12/tempo-de-perdoar.html

Há exatamente dois anos escrevi esse Post sobre Perdão...E aqui está ele de novo como "Relembrando para não esquecer", porque é sempre bom guardar certas palavras...sentimentos, reflexões e por aí vai...
Beijos
Beth Valentim

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Recadinho de "Essa tal felicidade" livro de Beth Valentim


Podemos ter o mapa nas mãos.
Podemos ter sorte.
Mas só a coragem nos faz guerreiros da vida.

Trecho do livro "Essa tal felicidade" de Beth Valentim
figuras reproduzidas

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

"Coisa pequena" deve ser tratada como tal....

Foca no que é belo e deixe as misérias de lado...
figura reproduzida
 "Passei por muitos apertos na vida, mas os maiores diz respeito a pessoas. Como é difícil relacionar-se, entender as diferenças e ser aceito. No final das contas resolvi deixar para lá as tais diferenças e investir mais em mim, porque crescer todo mundo sabe, principalmente quando se fala do outro. Apontar defeitos. Achar que pode julgar. Complicar. Tratar mal. Não ter carinho. Ser indiferente, mesmo precisando da pessoa.

Pois é,  mudei meu jeito de ser. Não quero me aborrecer? Então, se não gosta de mim, fazer  o que...Tento não estar muito presente quando certas pessoas estiverem, viro a face e foco em outro ponto e aquele sentimento de perda do passado, aquela coisa de sair dos lugares achando que perdi ou mesmo que não seria mais amado, sim, isso ficou para trás. 

Se tem uma coisa que aprendi, foi que mesmo esforçando-se existem certas pessoas que não gostam de você e ponto. Deixe-as. Não dê trela, sequer alimente conversas profundas, porque depois, sabe como é, tudo que disser será usado contra você e o melhor a fazer é dar o mínimo de opiniões e não avaliar coisa alguma, porque se o pouco que diz já é taxado como problema, imagina se realmente for refletir com esse time que está doido para "enfiar a bola" em seu gol, mesmo que seja com jogadas sujas e repletas de faltas.

A vida é assim, ela ensina a todos, mas aprende quem é sábio. Sempre vão existir pessoas que se acham certas todo o tempo e não adianta insistir. Deixe de lado, fica na sua e se gostarem de ti, ótimo, se não....Pagam suas contas? Ajudam quando precisa? Ah deixa para lá, porque se for avaliar direitinho, nem são felizes e vivem reclamando de todos e você é somente mais um dos ingredientes do seu mal estar".

- Nossa! - Disse o colega de Felipe de trabalho que o escutava atentamente.
- Ficou perplexo? - Reagiu Felipe.
- Um pouco, mas tem toda razão.
- Tenho? Então viva a sua vida e deixe-os pensar que está magoado, triste, ferido...No fundo está de bem com a vida, elevando-se a outro patamar e se continuarem falando, é porque realmente têm pouco a fazer ou o que fazem é coisa pequena. Você me entende...
- Ah sim, entendo bem, e é mesmo a fotografia do que passo, ou melhor, passava, porque depois de nossa conversa, estou nem mais aí para essa gente que se acha certinha e no fundo são problemáticas demais - Suspirou Jorge parecendo aliviado.

Felipe e Jorge são colegas de trabalho e um resolveu dar o basta em aborrecimentos e outro ainda segura a mala cheia de reclamações e grosserias dos outros. Depois desse dia Jorge virou a mesa e foi curtir a vida em vez de sempre querer agradar quem jamais conseguiria agradar. A sua vida deu uma guinada e a família agradece.

Nem sempre somos queridos e o melhor é deixar de lado as picuinhas, porque são misérias que só fazem mal.


*** Fragmentos de @Essa tal felicidade, livro de Beth Valentim
Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

"Apenas o fim ou o começo"..."Nas lentes da paixão" seriado de Beth Valentim

E chegamos ao fim de nosso seriado. Se você leu todos os capítulos vai se emocionar com esse "Contos de Fadas" e que por ser assim, tem os altos e baixos, os medos, os sustos, desafios e superação até chegarmos a esse momento.

A história de L e Jack é bonita, desesperadora e amorosa e aqui está a conclusão de um grande amor....
https://www.wattpad.com/350644284-nas-lentes-da-paix%C3%A3o-apenas-o-fim-ou-o-come%C3%A7o


Mais uma vez Jack surpreende L no Marrocos




Jack e L sempre foram assim, amaram-se sem amarras
No Marrocos tudo pode acontecer

Surpresa não faltam no Deserto do Saara


Jack Jack Jack...WOW!!!!
O que um amor assim não faz...


Obrigada por estar comigo e pela torcida e paciência.
Obrigada pelo carinho,
Beijos
Até breve,
Beth Valentim
figuras reproduzidas

domingo, 8 de janeiro de 2017

De pernas para o ar...

...Mais um domingo especial...
figura reproduzida
Mais um domingo do novo ano que chegou para todos nós. Por aqui no Rio de Janeiro bastante calor, sol, mar esmeralda e o clima carioca é praia, diversão, por do sol, bike e trilhas fantásticas. E você? Está em casa descansando? Ah é muito bom também ficar em casa sem nada para fazer ou mesmo curtindo amigos, família, filmes, documentários, enfim, o que não falta é opção para divertir-se em um dia de pernas para o ar...Não é?

Aproveite o domingo!
Faça desse dia um dia inesquecível!
Capricha nos encontros ou em seu silêncio, porque tanto faz se o viver é feliz...
Bom domingo
Beijos
Beth Valentim

Último capítulo do seriado "Nas lentes da paixão" por Beth Valentim...

Quanto sentimentos envolvidos....Uma luta para Jack e L viverem um dos maiores amores que o Deserto do Saara já assistiu...

Amanhã a noite o último capítulo do seriado "Nas lentes da paixão"!.

Não perca as últimas emoções dessa história que mexeu com os sentimentos, emoções, paixões e desesperados conflitos que foram aos poucos mostrando para que vieram.

Aguarde!
Não deixe de ler o desfecho desse amor entre Jack e L.

Não leu ainda?
Não sabe o que está perdendo...Corra! Ainda dá tempo...
 A cada travessia um obstáculo que parecia não poder ser ultrapassado...
 Lágrimas, sorrisos, alegrias e tristezas, mas como explicar os mistérios do amor...


...Um encontro irresistível entre um homem e uma mulher...
A cada dia a paixão apertava, mesmo que doesse, doesse muito...
... L era uma simples fotógrafa do Soho, Nova York, mas depois de uma viagem ao Marrocos e quando conheceu Jack, nunca mais foi a mesma...
Eram tantos sonhos, tanta paixão em meio a tantos desencontros, mas o amor parece mesmo sempre vencer...

E foi assim que tudo se deu, do início ao fim...Um homem e uma mulher que jamais desistiram dos seus sonhos uniram seus corações e almas...
Beijos
Beth Valentim

sábado, 7 de janeiro de 2017

Parece engraçado, mas não é...

Dá vontade de rir, com certeza dá, mas é verdade. 

Não estique o fio demais, porque pode arrebentar. Cuide-se, porque pode machucar.
Reverencie seu corpo e alma, porque são presentes valiosos.
Não deixe de lado o amor próprio, porque ele sustenta.

E se ainda não percebeu que vive no vazio, livre-se das amarras e veja o quanto a liberdade vai fazer de sua vida alguém especial, porque especial é ser livre e não viver no cativeiro como se fosse um castelo rico, porém assustador.

Pule fora enquanto é tempo, do que te aflige. Não insista, a vida mostra e como mostra, mas perceba como você muitas vezes vira a face e somente para não enfrentar a verdade...

Verdade dói, claro que dói, mas se enfrentar, vai sentir que dentro de si existe muito mais do que migalhas e que nem elas aguentam mais alimentar situações que só perturbam ou mesmo faz chorar e dilaerar a alma...
Beijos
Beth Valentim

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Apenas um recadinho...

Tem sentimentos múltiplos e não sabe o que fazer? Então não faça coisa alguma. Guarde-os, misture-os com saliva e engula por enquanto e quando for a hora vai saber como reagir, dizer o que pensa ou mesmo calar-se para sempre...
Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Um dia de fé...

...E mesmo que não seja como a nossa vontade, que seja aceito, Amém...
figura reproduzida
Às vezes interpretamos um não de Deus como castigo, mas não é assim. Com certeza está nos poupando de certas coisas inimagináveis que poderiam acontecer. Verdade, somos egoístas e achamos que devemos ter tudo, mas se olharmos para trás, observamos o quando Ele já nos concedeu.

Antes eu também era assim. Imaginava estar sendo punida, mas era proteção. Olhava certas vidas e pensava comigo mesmo, "por que não eu"...E de repente veio uma resposta dentro de mim: "Porque eu"...Sim, por que Ele deixaria eu passar por tantas coisas se pode me poupar. Viver tragédias ou mesmo desafetos se posso ser mais feliz.

A vida é mesmo repleta de desacertos e temos que começar a entende-los, porque não são alguns deles que irão demolir o que conseguimos construir. Pelo contrário, temos que cuidar, polir os sentimentos, respeitar o que acontece, olhar para frente e começar de novo, sempre...

Um dia de fé é assim, a gente fala, pensa, até escreve, mas o importante é que Deus escuta.
Amém
Beijos
Beth Valentim

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

"Faça a sua parte" ...Como colunista da Revista "Bem- Estar"...

Como colunista da Revista Bem-Estar do jornal Diário da Região, São José do Rio Preto, São Paulo

Aqui está o nosso texto de hoje como Post do Blog. Escrevo com o maior carinho para esse meio de comunicação que muito me honra por publicar meus artigos.
É com desejo de que a mudança venha nesse ano que aqui estão essas palavras.
Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Bom mesmo é deixar para lá...

...E já é bem difícil, concorda?...
figura reproduzida
Então, existem amizades que são realmente polêmicas, mas no entanto, as pessoas se gostam. Como explicar se trás sofrimento e algumas consequencias. Pois é, fazer o quê se a vida nos impõe certas coisas, não é?

Tem dias que a pessoa trata você super bem, já outros....Sim, como lidar com esses desafetos, oscilação de humor, características tão binárias e muitas vezes até múltiplas.

Tenho observado que pessoas assim podem ser até bem sucedidas, inteligentes,  mas sempre carregam alguma frustração. Esse "buraco vazio" faz diferença, porque para quem tem autoestima bem trabalhada, lidar com essas situações é muitas vezes extremamente complicado. E será que possuem mesmo autoestima bem trabalhada?

Com o tempo aprendi que pessoas que agridem as outras são pessoas inseguras e desejam firmar suas opiniões e atitudes dando ordens, falando grosseiramente e por aí vai. No fundo a autoestima que parece ser alta é fachada e cai por terra quando age dessa maneira. Já percebeu a cara de transtornado de alguém quando solta fumaça pelas ventas? 

O melhor a fazer, se a pessoa é importante para você, é tentar entender suas impossibilidades. Claro, sem agressividade, porque aí já passa do limite.

Tentar relevar e ficar calado quando for difícil de destrinchar e seguir em frente como se nada tivesse acontecido.  Elas adoram atingir, apontar defeitos, concluírem sobre o próximo e olhar para o próprio rabo é bem difícil, então, não será você que irá ensinar que o rabo escapa quando se corre atrás dele, certo?

Mudar as pessoas é mesmo a missão impossível e até vira lenda se for avaliar direitinho, porque é praticamente impossível salvar ou modificar alguém.

Fica a dica para os que sofrem com essas perdas de energia constantes. A escolha é cuidar da própria vida e não alimentar discórdias, porque essas, acredite, jamais acrescentaram coisa alguma e o bom mesmo, já que estamos falando também de "rabos próprios", é olhar para o seu... 
Beijos
Beth Valentim