Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sobre amores...

...Abrace, aconchegue o amor, ele merece, você merece... figura reproduzida Um amor de qualquer jeito é um amor fissurado, tremendamente descuidado e não estará fadado a um bom final. Amores existem muitos, sim, eles são realmente muitos. Amor de pais, de irmãos, amigos, de marido e mulher, de ficante, namorante, de amante...e poxa vida, ficaríamos por aqui a enumerar muitos, até ex amor. Sério? Sim, sério, porque tem ex amor que fica como espinho na carne, sora, escorrem lembranças da memória e quem disse que não é um tipo de amor...

Somos pessoas que temos muito mais tendência a estragar do que construir, infelizmente. Críticos. Deboches. Avaliações desmedidas. Enfim, se essas atitudes estiverem sempre em um amor, ele irá fissurar, quebrar em partes e não tem dúvida, vai simplesmente evaporar. 

Cuide do amor, qualquer amor.
Cuide das pessoas até que passam ao seu lado. Cumprimente. Peça por favor, diga desculpa, dê um sorriso. Amor é um sentimento que contagia, que mexe com a gente se fo…
Postagens recentes

De pernas para o ar...

Mais um domingo especial...  figura reproduzida Ah chuva no domingo...Não sei você, mas eu adoro. Adoro sol, adoro chuva, adoro o que me faz feliz, não importa o tempo. E para celebrar esse domingo, família ou em casa, entre amigos, sei lá, não importa, mas agradecer é o tema.

Conseguir sobreviver é hoje um ponto importante. Sobreviver aos assaltos, bala perdida, violência...e por aí vai. No entanto, esquecemos de a cada domingo fechar o ciclo de joelhos e agradecendo por mais uma semana em pé, de frente para a vida e o melhor a fazer é aproveitar.

Domingo...ame! Fique de bem com a vida! Seja próspero na felicidade e esqueça os itens que não agregam. No mais, assista filmes, um monte deles. Séries. Saia para encontrar pessoas queridas ou mesmo fique quietinha ou quietinho com o edredom gostoso por cima do corpo acariciando tudo, mas tudo mesmo que foi possível sentir nesses dias.
Bom domingo!
Beijos
Beth Valentim

Armas que ferem, armas que tocam profundamente o coração...

Fique em paz, faça essa escolha... figura reproduzida Feliz é o dia em que você aposenta as armas que ferem e começa a usar as que tocam profundamente o coração.

Faça de sua vida algo melhor e deixe de lado coisas que não agregam. Somos donos de nossos passos e, portanto, seria bom começar de novo e com mais carinho com as pessoas e com a vida.

E se você ainda está fincando os pés na mágoa, no rancor, na vida que não vale a pena, inicie um novo ciclo e deixe de lado as rasuras e escreva bons textos para que sua alma fique em paz.

Sou dessas!
Não estendo sentimentos ruins.
Não levo histórias mal feitas para casa.

Tentar ser melhor é uma tarefa árdua e duradoura. Há anos faço meus exercícios diários para ser melhor. Quando sinto que vou escorregar, me recolho, guardo as tais armas que ferem e mesmo pesadas, faço uso das que tocam profundamente o coração. Logo logo não lembro mais do que aconteceu ou é uma lembrança tênue demais para ficar atordoando as minhas alegrias.
Fica a dica!
Beijos
Beth Val…

Um dia de fé...

Tem aquele dia que você desperta bem cedo e algo te chama para ficar com os pensamentos soltos e misturados com a natureza. Peguei a bicicleta e fui pedalar. O amanhecer mágico. O calor em meu corpo parecia fazer soltar algumas coisas que estavam coladas e nem sabia. Um tanto de desespero. Um tico de lembranças complicadas. O pó que voava e que leva algo que não entendia, talvez medo, quem sabe expectativas que me deixam algumas vezes triste.

Pois é, fui até a pedra que adoro sentar.
Olhei para o mar.
A onda batia e soltava suas espumas e algumas de suas gotas me despertavam.

E foi quando entrei em profunda fé. Senti a força do céu me acolher. Deus a dizer que não me preocupasse. Que tudo que tenho medo vai se resolver. E nesse momento tive certeza de que nada deu errado até agora, pelo contrário, o que doeu só me fez aprender.

De repente vi um senhor bem velhinho tentando subir até a pedra. Ele olhava para mim como se pedisse ajuda. Fui até ele e lhe dei a mão. Agradeceu. Nem sei o que di…

Trecho do livro "Essa tal felicidade" por Beth Valentim...

Esse é um trecho do livro "Essa tal felicidade", meu primeiro livro editado e impresso e que logo atingiu 5 edições. Agora em eBook e se tiver sorte, ainda poderá encontrar em impresso em algumas lojas e pela internet.
Você vai adorar essa viagem de um homem que encontra várias pessoas durante sua caminhada e que buscam a felicidade. Trocas. Dificuldades. Superação. Todas as curvas que podemos passar pelo caminho ao encontro de "Essa tal felicidade"
Beijos
Beth Valentim

De pernas para o ar...

 Boa noite domingo! figura reproduzida Mais um domingo se foi. Pois é e tantas histórias para contar. Que bom poder ter vivido uma ótima semana, amigos, trabalho, diversão, gargalhadas...Então, a vida se faz sozinha se você der a mãozinha necessária. Enfim, já é noite e mesmo assim, aqui está o nosso "De pernas para o ar". Feliz noite! Feliz semana! Aproveite, porque o dia não volta mais e sonhar e divertir-se, é preciso.
Beijos
Beth Valentim

Amizade...coisa boa de viver...

Amigas, amigos, sempre tão valiosos...
Sim, existem amigos de todo tipo. Amigos de anos e que nos querem tão bem, que fariam uma loucura por nós. Amigos que vêm e vão, nem por isso são menos importantes. Eles fizeram parte de momentos incríveis e como foi importante te-los por perto. Amigos que nunca mais vimos ou soubemos onde estão. Eles simplesmente evaporaram. Será? Acredito que não, acredito que eles ficaram em uma lembrança bonita. Eu tenho alguns de minha adolescência, infância e início de juventude. Moravam em outra cidade, morríamos de rir. fugíamos a noite pela janela para irmos a balada. Ahahah que loucura. Como estou rindo agora lembrando dessas noites em uma cidade de serra e que tinha tudo para ser pacata, porém por lá tudo acontecia.

Amigos, como são bons, como temos afetos diferenciados por eles. Claro, todos somos diferentes e temos que aceitar. Uns querem conversar, ver a natureza. Outros querem sair para dançar. Muitos desejam sair por aí mergulhando em mares diferenc…

Você aceita o pouco da vida?...

Pois é, aceitar o pouco é o mesmo que estar pouco diante da vida. Vamos começar por itens. Sim, vamos lá. No trabalho sempre dá desculpas, nunca prioriza as tarefas, disciplina zero. Preguiça. Egoismo. Vaidade. Determinação sequer existe e por aí vai. É o pouco de cada dia profissionalmente. Enrola e enrola e quando alguém é promovido, se acha deixado de lado ou injustiçado.

Agora na amizade e é um ponto necessário, se é. As mensagens nunca responde. Sequer manda um "oi" para quem estiver se isolando e não cuida. Sempre focado em si mesmo... Sabe? Amigos são para ser cuidados, carinhosamente tocados e nada irá substituir em um momento difícil como uma amizade. Pois bem, você anda assim nesse pouco e sequer melhora ou faz questão de ser mais presente e terno com os amigos? Está na hora de refletir e reavaliar seus conceitos.

Amor...ah o amor...Uma dificuldade constante na vida de todos. A busca incessante, as cobranças, a falta de segurança e credibilidade em si mesmo. Autoesti…

"Coisa de mulher" Livro de Beth Valentim, posição entre os pagos e mais vendidos...

No quarto ano de venda do livro "Coisa de mulher", ele está na posição 4 em outubro, dia 2 de 2017!
Muito feliz, porque não é fácil ser escritor no Brasil, mas sem divulgação ele se mantém no topo durante todo esse tempo. Já leu? Você não pode perder... Beijos Beth Valentim




Olhe o melhor lado da vida, da pessoa, do que nos está a volta...

Ei! Por favor, conviva em harmonia... Na maioria das vezes somos imperfeitos, teimosos e até impróprios de acordo com cada situação. Sim, somos humanos e com tantas imperfeições que não poderíamos contabilizar. Temos rancores, avaliações destruidoras sobre o próximo e caminhos a percorrer muitas vezes até desnecessários. Por que? Porque são vias escuras e turbulentas. Encontros e desencontros que não deveriam existir. Falta de perdão. De entendimento do outro. Enfim, somos desse jeito, sabemos apontar o dedo para o defeito do próximo, mas para nós mesmos, a coisa pega.

No amor é o limite quando um quer dominar o outro. É egoísta, fica de cara amarrada, sente-se o dono do mundo. Vive manipulando a vida como se ela fosse de brinquedo. Pois é, mas não é. A vida é um conjunto de dados. Eles se encaixam ou não e vai depender de como harmoniza-os para que as alegrias floresçam.

Ser uma pessoa bacana não é avaliar o outro como se ele fosse seu objeto de estudo. Ele erra sim, mas por favor, você…

Prioridade...Apenas um recadinho sobre ela...

Prioridade...sim, você começar a planejar ter prioridades quando sente que precisa mudar. Mudar de lugar as coisas do coração, sejam elas na amizade, como casal, ficante ou namorante, mas os sofás devem ser recolocados e os tapetes arrastados.

Há muito tempo aquele lugar era ocupado por pó, pedaços de velharia ou mesmo mofo. No entanto você discute consigo mesmo e percebe que essa luta é insana. Nada muda. Tudo é o mesmo. E a vida passa como em um instante e quando olha de frente para o espelho da sua estrada, tem certeza de que ela ficou para trás, mas existe muito chão pela frente. Chão de qualidade. Chão que não machuca. Chão que te leva a um lugar bem melhor.
Combinadíssimo, então...
Beijos
Beth Valentim

A opção é ser feliz ou ser feliz...

O foco pode ser outro para encontrar a felicidade... figura reproduzida  - Na vida temos duas opções, ser feliz ou ser feliz.

João riu do que falei, mas parecia estar alegre com tal notícia.

- Você é bem diferente dos meus amigos, sempre com uma "tirada" diferente...

- Diferente? - Falou Camilo.

- Sim, eu não esperava essa sua...

- Reflexão - Respondeu o amigo de João que tentava tirá-lo de um momento difícil que vivia.

- Na verdade, eu perdi bastante tempo para enxergar a simplicidade de ser feliz, não é mesmo?

- Sim, com certeza, até porque não podemos fazer muito para ser feliz, mas o suficiente - Sorriu Camilo para seu amigo João e elevando a taça de  vinho para um brinde.

João nasceu em uma família sem muitos recursos, porém se comparava a todos que tinham um pouco mais do que ele. Nunca percebeu que a sua volta havia alimento, uma cama aconchegante e amor. O objetivo era ser como seus amigos ricos, despojados e que viajavam sempre. Ele começara a trabalhar em uma empresa ainda c…

O tempo das diferenças...

Esse é o artigo desse mês, que saiu ontem, dia 24 de setembro de 2017, na revista Bem-Estar do Jornal Diário da Região, São Paulo e eu como colunista dessa revista.
E nesse tempo onde as diferenças são tão expostas como se fossem doenças, aqui vai um texto para sua reflexão.
Beijos
Beth Valentim

Ele aqui abaixo bem grande, só mexer....

Preste atenção no que diz sua alma...

"Uma história de verdade fica marcada para sempre. Sela seu coração e faz você feliz. É tão bom entregar-se a alguém que merece você... Mas também deve aprender a escolher a quem contar o que sente. Podemos nos enganar se não prestarmos atenção no que diz nossa alma". 

Esse é um trecho de meu primeiro livro impresso, "Essa tal felicidade". Hoje ele é vendido em digital e em algumas livrarias ainda é encontrado em "papel".

O que seria uma história de verdade? Você vive uma assim ou continua "pisando em ovos" ou mesmo caminhando à margem da realidade e machucando-se demais.

Sabe? Aprendi muitas coisas em meu caminho de vida. Uma delas foi optar por olhar um pouco a mais do que o habitual para todos os lados, até para dentro de mim.

Tem dias que quase nada enxergo. Nublado. Talvez até negação da verdade. Porém algo me faz estar certa de que não posso decidir agora, quando o tempo não estiver favorável e eu a merce da maré flutuante e instável.

A escolha…

Realize...

Não se importe tanto.
Vá para o front e lute.
Sinta-se livre para escolher e não amarrado ao chão como se não tivesse vida.
Acredite!
Saia do lugar.
Vibre!
Realize.
Beijos
Beth Valentim